27 3331-8500
Cursos

Fisioterapia

Selecione outro curso:

  • Informações

  • Diferencial

  • Matriz Curricular - Matutino

  • Matriz Curricular - Noturno

  • Projetos de Extensão

  • Projetos de Iniciação Científica

Interdisciplinaridade

 O curso adota projetos como forma de promover a interdisciplinaridade. Um deles é “O sistema sensorial na prevenção e diagnóstico dos Distúrbios Temporomandibulares (DTM)”. O projeto tem como eixo as disciplinas de Fisiologia Humana e Práticas Profissionais em Fisioterapia II. Nesse trabalho específico, o objetivo é relatar as formas de diagnóstico dos DTM em associação ao sistema sensorial. O curso ainda trabalha a interdisciplinaridade por meio do projeto “A eficácia dos métodos fisioterapêuticos no tratamento de lombociatalgia - estudo de caso”: onde os discentes fazem avaliação fisioterapêutica, com o atendimento ao paciente realizado pela disciplina de Práticas.

O projeto consiste na análise do caso clínico de 10 sessões de Fisioterapia em um paciente  com afecções na coluna vertebral. Há, também, o projeto “Intervenções fisioterapêuticas em paciente com quadro de dor lombar: estudo de caso”, em que são trabalhados os temas de avaliação fisioterapêutica, com o atendimento ao paciente realizado pela disciplina de Práticas, por meio de técnicas avaliativas ensinadas na disciplina de Métodos e Técnicas de Avaliação em Fisioterapia.

 Relação teórico-prática

Mensalmente, o curso de Fisioterapia oferece aos seus alunos minicursos e palestras para aprimorar a relação teórico-prática. Outra forma de se abordar tal tema é por meio dos estágios. O obrigatório, por exemplo, é operacionalizado por meio de disciplinas a serem cursadas no início do 7º e 8º períodos do curso. A partir do estágio, o aluno é capaz de desenvolver a relação de complementariedade entre teoria e prática com mais autonomia analítica. Os estágios supervisionados I, II, III e IV se desenvolvem nas clínicas da faculdade e por meio de convênios com instituições de saúde públicas, privadas e filantrópicas.

Além disso, o curso proporciona a disciplina de Práticas Profissionais em Fisioterapia, cujo diferencial é proporcionar o contato com a atuação da prática profissional desde o 1º período. Os discentes também desenvolvem relatórios sobre o acompanhamento realizado e discussão com professores supervisores de estágio. O objetivo da disciplina é iniciar a vivência da prática profissional. Do 2º ao 6º período, em estágio supervisionado, os discentes são mais cobrados e há maior interação entre teoria e prática.

O acompanhamento discente é supervisionado por um docente/profissional. A relevância da disciplina para a grade curricular está na construção de formar um ambiente didático-pedagógico que favorece o aprendizado teórico-prático das disciplinas. Outra vantagem é que ela pode ajudar no desenvolvimento de conceitos práticos e, também, permitir que os estudantes aprendam como desenvolver soluções para problemas complexos.

Visitas técnicas

Local da Visita Data Objetivo Período Disciplinas
 Visita ao HEIMABA  20/03/2015  Ver na pratica os conteúdos aprendidos em sala de aula- CME  Manhã  preventiva
 Visita à unidade de saúde do moro do Romão  20/05/2015  Ver na pratica os conteúdos aprendidos em sala de aula- hanseníase. manha  preventiva
 


Local da Visita Data Objetivo Período Disciplinas
 Visita ao HEIMABA  20/03/2015 E 24/03/2015  Ver na pratica os conteúdos aprendidos em sala de aula- METODO CANGURU  noite  Pratica V
 Visita ao CAC- Centro de Apoio ao Cidadão  04,08,11,15,18,22,25/05/2015 e 01,08,12,15,192/06/2015  Ver  e praticar os conteúdos aprendidos em sala de aula-  pratica em pacientes com AVC  noite Pratica V
 
Caravana da Saúde

O que é:projeto interdisciplinar dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Nutrição. Uma equipe de alunos desenvolvem ações de atendimento na área de Saúde em Pastorais de Paróquias, Semanas de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), Feiras e Eventos da gestão municipal e estadual. Além disso, o projeto prevê a formação mais completa dos acadêmicos participantes, diferenciando-os, assim, no mercado de trabalho.
Quando começou:segundo semestre de 2009 

Avaliação dos valores espirométricos dos colaboradores tabagistas
 
O que é: o projeto do curso de Fisioterapia desenvolveu uma maneira de acompanhar e avaliar os valores espirométricos dos colaboradores da Instituição. Orientar tabagistas quanto às consequências do fumo e cuidar da qualidade de vida dos colaboradores são também os seus objetivos.
 
Quando começou: segundo semestre de 2014

Inova Católica: um elo entre academia e o mercado

Jorge Paulo Lemann, Jorge Gerdau, Abílio Diniz, Olavo Setúbal e Walther Moreira Salles: você sabe o que essas personalidades têm em comum? Segundo a Revista Exame, eles são ícones do empreendedorismo no Brasil. Inovar, correr riscos, vislumbrar o futuro são características comuns dos empreendedores. E é dessa forma que a Católica deseja proporcionar uma experiência diferenciada aos seus alunos por meio do Inova Católica. Segundo a coordenadora do Núcleo de Projetos e Processos Organizacionais (NPPO), profª Marisa Marqueze, “a intenção é que alunos tenham vivências mais próximas e reais com o mercado de trabalho. O Inova pretende proporcionar uma vivência maior da realidade da profissão”, explica.

Feira Empreendedora
O projeto foi aprovado no início deste semestre e já tem vários eventos programados. Em outubro, por exemplo, a Feira Empreendedora deve ser realizada para estreitar os laços entre o ensino, o mundo dos negócios e do empreendedorismo. O objetivo é promover a interdisciplinaridade entre os cursos, a viabilidade mercadológica das criações dos discentes, o espírito empreendedor e a criatividade. Inclusive, na Católica, a disciplina de Empreendedorismo faz parte da matriz curricular de todos os seus cursos. “Nossos acadêmicos têm sido desafiados a desenvolver projetos e produtos”, explica a coordenadora do curso de Administração da Católica, profª. Márcia Valéria.

Núcleo de Inovação da Católica
O Núcleo congrega ações de inovação e empreendedorismo da Instituição, incentiva o desenvolvimento de novos projetos, a participação em feiras, a realização de palestras, a participação na SEPEX e a publicação de trabalhos. Já foram realizadas algumas palestras para a promoção do projeto:
• Potencialidades Capixabas;
• Recursos e Investimento;
• Workshop sobre Ética nas Redes Sociais;
• Terapia Nutricional no Câncer;
• Processo de Produção de Minério.
As práticas de inovação são incentivadas. Na Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (SEPEX), por exemplo, os discentes contarão com a categoria específica: Empreendedorismo e Inovação, que substituirá Temas Livres.

Como funciona:
Para dar base ao funcionamento do projeto, a Instituição criou um setor que atua junto às empresas da Grande Vitória, fomentando parcerias que visam incentivar a inovação e o crescimento profissional por meio dos estágios supervisionados – a Central de Estágio, Emprego e Extensão.  Atualmente, a Instituição possui parcerias com mais de 230 empresas, nos mais diversos segmentos. Uma das parcerias que proporcionou um ganho para a Católica foi com o Governo do Estado. “Por meio da parceria, a Instituição esteve presente, em 2013, na Semana de Ciência e Tecnologia. Promovemos palestra com o inventor da Bina, sobre inovação, sobre o mercado de trabalho, o desenvolvimento de micro e pequenas empresas e muitos outros”, explica a coordenadora do NPPO, profª. Marisa Marqueze.
Na área de Inovação, a Católica tem esbanjado criatividade! Em 2013, o curso de Arquitetura e Urbanismo participou de uma feira do segmento (Morar Mais Vitória) e recebeu a primeira colocação na categoria sustentabilidade. Outro exemplo foi o projeto do curso de Nutrição: “Desenvolvimento de alimentos para diabéticos, celíacos e hipertensos”, que ganhou destaque na mídia capixaba.

 
Conhecimento científico aplicado para a qualidade de vida da Comunidade

O conhecimento acadêmico é colocado em prática por meio do desenvolvimento de projetos e programas que contribuem com a vida da população capixaba. É dessa forma que a Católica trabalha a Extensão Universitária. Editais, anualmente, são divulgados e os projetos aprovados são colocados em prática. A Instituição se baseia no Plano Nacional de Extensão Universitária que prevê o ensino e a pesquisa indissociáveis.
Alunos, professores e coordenadores de curso podem inscrever projetos por meio dos editais publicados no portal da Católica.  “De 2013 para 2014, a Instituição aumentou em mais de 60% os investimentos na Extensão Universitária”, explica a coordenadora do NPPO, profª. Marisa Marqueze. “Nem terminamos o ano ainda e já destinamos mais de meio milhão à implementação dos programas”, reforça a coordenadora.
Segundo o Plano Nacional de Extensão Universitária, “essa modalidade é o processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre universidade e sociedade”.  A ideia é que o ensino e as pesquisas desenvolvidas na academia possam atender a população propiciando assim uma ação transformadora e efetiva para melhorar a qualidade de vida das pessoas na região de atuação da IES. “E é com o objetivo de valorizar o conhecimento científico para o benefício da população que a Católica vem desenvolvendo, apoiando e patrocinando projetos de extensão. As ações são parte do planejamento estratégico da Instituição, com vistas à transformação em Centro Universitário”, explica o Diretor Acadêmico e Executivo da Instituição, prof. Jolmar Hawerroth.
“Nos últimos três anos, as atividades se intensificaram. Criamos um setor próprio, aumentamos os investimentos na modalidade e, ainda, valorizamos a tríade pesquisa, ensino e extensão. Em 2013, investimos R$ 358 mil e, neste ano, cerca de R$ 590 mil. Anualmente, desenvolvemos 20 projetos de extensão e três de atividades artísticas e culturais. Lançamos dois editais, um no primeiro semestre e outro no segundo”, comenta Marqueze.  
Box:

Ano Investimento
2013 R$ 357.688,28
2014 R$ 585.965,21

Aumento de 63% no investimento para os programas de Extensão Universitária.

Nivelamento 
 
O que é: a Católica oferece aos alunos novatos aulas de disciplinas básicas como forma de melhorar o aproveitamento. O projeto é gerenciado pelo Núcleo de Atendimento Pedagógico (NAP). As inscrições são realizadas pelo Portal Universitário e as 20 horas são revertidas em certificado para Atividade Curricular Complementar (ACC). 
 
Quando começou: primeiro semestre de 2012 

Mostra Cultural Católica Salesiana 

O que é: o projeto prevê a valorização dos dons artísticos de alunos, professores e funcionários da Instituição por meio de apresentações culturais na hora do intervalo dos turnos matutino e noturno, além de ser uma prática tradicional da Filosofia Salesiana.
 Quando começou: primeiro semestre de 2010

Programa de Monitoria pode ser o início para a vida docente 

Os alunos da Católica que desejam ir para a vida docente contam com um bom caminho para iniciar a sua preparação – o programa de Monitoria. O projeto oportuniza que os alunos da graduação possam dar aulas e auxiliar os colegas de sala nos estudos e conteúdos. Além de a experiência ser de extrema importância para quem deseja seguir a carreira na área da pesquisa, as horas também são revertidas em ACC.
No primeiro semestre deste ano, a Instituição disponibilizou 250 vagas e mais de 300 alunos se inscreveram. Até a finalização desta edição, as inscrições para o programa ainda não haviam sido encerradas. Sob a orientação de professores, os monitores selecionados da Católica já começam a experiência e os desafios da docência para o ensino superior.

Tecnologia na reabilitação de pacientes com doença de Parkinson

Um projeto de Iniciação Científica do curso de Fisioterapia tem utilizado, desde setembro, tecnologia de entretenimento para trabalhar a recuperação de pacientes com Doença deParkinson. A proposta veio da acadêmica do curso, Vivian Oliveira Silva, que montou um projeto, aprovado pela Comissão de Iniciação Científica da Faculdade Católica Salesiana no começo deste semestre.
Atualmente, o projeto trabalha experimentando como a Gameterapia pode auxiliar na melhoria do equilíbrio do paciente portador da doença. “Trabalho com dez pacientes regularmente e a ideia é verificar a melhoria do equilíbrio por meio da utilização de X-box 360 Kinect”, explica a acadêmica. “A Gameterapia já é utilizada em países como os EUA e chegou ao Brasil há dois anos mais ou menos. É uma terapia adicional à Fisioterapia e vem para somar como técnica para recuperação de pacientes com alguma sequela neurológica. Esta é a segunda pesquisa que estamos realizando na Instituição”, explica o coordenador do curso, prof. João Luiz de Faria.
A acadêmica tem trabalhado em parceria com a Associação Capixaba de Parkinson a fim de conseguir os pacientes para a pesquisa. “O contato foi possível em função de conseguir falar com a Associação Capixaba de Parkinson”, explica Vivian Oliveira. Segundo o presidente da Associação, Márcio Gouveia, “todo trabalho realizado para melhorar a qualidade de vida do paciente com Parkinson é importante para nós e, consequentemente, para o usuário final. Agradeço em nome da Associação as pesquisas que têm sido realizadas nesta área”.
 Os atendimentos são realizados todas as quintas, das 8h às 17h, em uma sala da Faculdade Católica Salesiana. Os pacientes têm 40 minutos de atendimento fisioterápico toda semana. Os interessados podem procurar a Clínica Integrada de Atenção à Saúde da Católica (CIASC) pelo telefone 3331-8654.

Tour Virtual

Coordenador


João Luiz Coelho de Faria
E-mail: jfaria@catolica-es.edu.br
Mini-Currículo: Graduado em Fisioterapia, Mestre em Fisioterapia e Doutor em Ciências Fisiológicas, todos pela Universidade Federal de São Carlos. João Luiz Coellho de Faria tem experiência na área de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, atuando principalmente nos seguintes temas: marcha, esteira, hemiplegia, acidente vascular cerebral, Histamine, inhibitory avoidance, goldfish e nicotine.

Currículo Lattes
27 3331-8500
Av Vitória, 950, Forte São João, Vitória-ES. CEP 29017- 950 Fax: (27) 3222-3829